sexta-feira, 20 de maio de 2011

Pôr Mesa

     O conceito de pôr a mesa não faz parte da minha vida. Acho que cada um deve ir buscar as suas coisas, se houver visitas até posso pensar pôr a mesa, mas normalmente só digo onde estão as coisas que podem muito bem ir buscar. Talvez um dia me transforme, como toda a população deste país, e comece a por a mesa, para mostrar aos meus filhos que sou responsável, tentar ensinar princípios apesar de não os ter. Uma hipocrisia total, as pessoas. Como a idade vai mudar muitas das pessoas que eu até hoje em dia respeito. Vão ser formatadas, reprogramadas. Penso nisto várias vezes.  

6 comentários:

ana disse...

Que engraçado, como de um gesto tão trivial como esse tu falas dessas coisas todas :) Eu ponho a mesa todos os dias e nunca pensei nas coisas assim.

David Pires disse...

Eu sou maluco :)
Mas as pessoas precisam dessas pequenas trivialidades para sentirem que está tudo bem

ana disse...

Lá isso é verdade. Acho que a rotina doméstica é aquilo a que as pessoas se agarram quando as coisas estão menos bem, porque têm quase a certeza de que pôr a mesa, por exemplo, lhes vai sair bem. Giro era partirem um prato :)

David Pires disse...

Partir coisas é brutal. Mas eu não me lembro de ter partido coisas só porque sim...

J disse...

Já pões a mesa? :p

David Pires disse...

Não. Nada de por a mesa. :)