domingo, 15 de maio de 2011

Amelie

     O Fabulo Destino de Amelie Poulin é dos meus filmes favoritos, apesar de quando tenho de mencionar filmes favoritos raramente me lembro dele.
     Deu na RTP2 há poucos horas. Eu não o vi ali sentado à frente da televisão, fui só passando os olhos quando podia, mas vi os últimos vinte minutos. Já vi o filme várias vezes, mas parece que há sempre algo de novo. Adoro tudo nele, a história, os pormenores, os tons, a música (do fabuloso Yann Tiersen, que toda a gente conhece, mesmo que não tenha visto o filme), as múltiplas personagens que vão aparecendo, até do francês (a língua) gosto.
     Há uns anos atrás mostrei o filme a uma das pessoas que mais gostava na altura, foi uma desilusão. A certa altura durante o filme diz-me que está a ser um bocado seca, mas que faz o esforço de ver o filme até ao fim. Distrai-se facilmente com outras coisas durante e filme e no fim diz-me que não percebeu algumas coisas. Eu digo-lhe que isso é porque não esteve atenta do principio ao fim, essa pessoa diz-me que para o fim até já tinha começado a gostar e que um dia quer ver o filme outra vez para perceber. Acho que só disse isso para me agradar, não sei se viu o filme mais alguma vez, nunca mais falei com esse pessoa desde ai (esta ultima parte é mentira, mas hoje em dia já não somos tão próximos assim, por isso não sei).
      Por tudo isto, não aconselho, nem deixo de a aconselhar o filme. Percebi que não é um filme para todos gostarem como eu gosto. Também é daqueles filmes que nos enganam em relação ao amor, mas de uma maneira mais subtil, e também é sobre não termos medo de arriscar. É um filme bonito.

7 comentários:

humming disse...

Vi-o de novo hoje, do mesmo modo que tu (uma olhadela de vez em quando). É um dos meus preferidos, adoro o filme, até as cores são especiais. No teu lugar teria deixado de ver a pessoa. Tenho este defeito, por pormenores destes a pessoa desaparece-me da frente. Puf! Desapareceu. Sou má pessoa.

David Pires disse...

Eu também sou como tu. Mas neste caso acho que não podia, mas devia ter sido um sinal! :)
Gostar de Amelie é gostar de por a mão dentro dos sacos de feijão.

ana disse...

Eu vi. Estava a fazer zapping e a pensar que não estava a dar nada de jeito, ao mesmo tempo que procurava um bom filme para ver. E quando parei na RTP2, não tirei de lá, fiquei a ver. Já o tinha visto duas vezes :) E pronto, foi o meu serão.

David Pires disse...

E dormir não? Já era bem tarde!

ana disse...

Eu tenho insónias, já estou habituada :b E tu, tens desculpa? Ai ai!

David Pires disse...

Eu não preciso de desculpa, faz parte de mim como ser do mundo :)

ana disse...

Essa é uma boa desculpa :b