segunda-feira, 16 de maio de 2011

Advogados

      Vi um filme de advogados e criei uma teoria. Eu não gostaria de ser advogado de pessoas inocentes, só culpadas. Como é que se defende um inocente? E se perdemos o caso? Quando temos de defender um culpado é tudo mais fácil se perdemos, afinal ele era culpado, nada a fazer, é mais fácil não ficar chateado por perder. Sim, está bem, é preciso ser um gajo mesmo nojento para só defender culpados, mas temos de acreditar na justiça.
     Mas também nunca sabemos mesmo se o nosso cliente é mesmo inocente, e um culpado, bem... É culpado. Talvez seja mais difícil encontrar razões para o defender, mas temos de ser advogados e acabou.

7 comentários:

Rata disse...

Só por dizer que é mais fácil tentar defender os culpados. "Ah! Vai ser preso. Desculpe lá, não houve provas contrárias suficientes e tal."

Things disse...

Não queria estar em nenhum dos lados.

David Pires disse...

Rata: Exacto!

Things: Então? Eu até gostava de tentar um dia

humming disse...

Se eu fosse advogada acho que parte da diversão passaria por falar muito rápido e com vocabulário invulgar, só p'a lixar a senhora que escreve o que se está a passar.

David Pires disse...

Humming: Ganhaste!

ana disse...

Andaste a ver Cliente de Risco ;)

David Pires disse...

Estou a ver que sabes coisas, Ana :)