domingo, 10 de abril de 2011

Outros

     Por mais que o mundo esteja a desabar, o pais esteja a entrar numa crise terrível, ou nosso planeta esteja preste a ser sugado por uma força superior do universo, as pessoas vão sempre preocupar-se mais com os seus pequenos problemas. Ou é porque há uma miúda que não nos liga nenhuma, ou porque não fomos promovidos, ou é porque não temos dinheiro para comprar um máquina de lavar a loiça, ou o nosso filho tem piolhos. Tudo é mais importante do que as grandes questões. Porque as grandes questões assustam, e porque se acha que não há nada a fazer para mudar as coisas, por isso é mais fácil concentrar nos nossos problemas e feitos e deixar que os "outros" pensem no assunto. 
     Eu não tenho voz para criticar, eu faço o mesmo que qualquer um. Os meus problemas estão sempre à frente. Ás vezes ainda me dou ao trabalho de pensar no estado do pais, eu temo um pouco, mas depois acho que ainda falta muito para ter que me preocupar a sério, mas talvez não, talvez seja já para o mês que vem, eu não sei. Não sei o que vou fazer da minha vida, e mesmo que soubesse, não saberia como o alcançar. Mas ai está, isto já é outro problema pessoal, e não do mundo. 
     Devíamos estar todos preocupados com os problemas do mundo, e não com a economia, ou a política. O que interessa a crise económica e a crise política? Ás vezes penso que é tudo muito fácil de resolver, mas só não é resolvido por interesses pessoais, individuais. Talvez soe um bocadinho anarquista, mas não sou. Só estou triste com os meus míseros problemas pessoais, e pensar que há coisa superiores a isso deixam mais feliz, e com vontade de lutar.   

4 comentários:

ana disse...

É verdade. E isso do filho ter piolhos foi mesmo giro (:

David Pires disse...

Um filho com piolhos é uma vergonha!

Brown Eyes disse...

Podes crer

David Pires disse...

Isso é para os piolhos?