domingo, 13 de fevereiro de 2011

"Amizade"

     Há pessoas que é difícil manter uma “amizade” quando já não se frequenta os mesmos meios. Não estou a falar de festa de alta sociedade. São aquelas pessoas que em certas alturas da nossa vida partilhavam a escola, um clube, uma amizade, ou algo do género, que quando esse elemento que ambos tinham em comum, deixa de fazer sentido, ou deixa de ser partilhado, já não há nada que os conecte. Não há assunto, há pouco em comum. Daí as aspas em amizade no inicio, porque realmente aquilo não era bem uma amizade, era mais uma espécie de “porque sim”.
     Isto muitas vezes acontece sem nenhuma das partes se aperceber. E quando o tal click acontece, quando deixa de fazer sentido, era bom que acontece-se em ambos os lados, mas isto nem sempre acontece. Depois estamos sujeitos a situações do tipo “epa nunca mais disseste nada”, “o que é feito de ti?”, situações em que não percebemos se a outra pessoa está a dizer aquilo realmente, que não percebeu que o que havia entre nós já não faz sentido, ou se está a só a ser simpática e sabe que aquilo são só postas que está a mandar para o ar, que sabe que eu não vou telefonar só porque nos encontramos na drogaria. 
     Eu não fico triste, e espero que o outro também não fique. Não há razões para tal. Passou o prazo de validade. Talvez seja um bocado frio ao dizer isto. Mas é o que sinto. Mas não confundam isto que estou a dizer com a falta de tempo que às vezes tenho para cultivar as amizades, há amizades que quero manter, e às vezes é melhor não termos nenhum meio em comum. Só a nossa amizade.

2 comentários:

ana disse...

Tens toda a razão. As pessoas vão e voltam. E por vezes nem voltam, vêm outras. E há aquelas que nem chegam a sair da nossa vida. Não és frio por dizeres isso, é algo bastante normal. Eu, pelo menos, acho que sim (: Quando alguém mantém esse tipo de relacionamento, eu costumo dizer que é uma espécie de amizade oca. Pq não são propriamente amigos, são conhecidos. E ufa, grande comentário. Haha :b

David Pires disse...

Sim, essas "amizades ocas" são muito difíceis de manter. E como não sou do género de precisar de conhecer/ter muita gente, deixo andar...