sábado, 16 de julho de 2011

Avada

     Vamos todos pensar como a publicidade da Sapo é super estúpida. Já está? Bom já chega. 

     Então e ir ao cinema e baterem palmas seis (6) vezes durante o filme? Acho que devia ser sempre assim, como num concerto, claro que ninguém que está ligado à criação do filme vai saber, mas isso não interessa, é uma desculpa para as pessoas gritarem no filmes, assobiarem ou outras coisas do género (como GOOOLOO).
     Acabou o Potter, quer dizer, para mim acabou quando eu li o último livro, e espero que não haja mais nada. Não porque não seja um grande fã, mas porque é raro a vez em que pegam numa coisa que tem milhões de fãs e consigam fazer alguma coisa tão boa como a "original", só vão estragar a memória das pessoas. Por isso não queiram mais.
     Digo que acabou com os livros porque apesar de gostar dos filmes (quer dizer eu adoro cinema, acima de tudo), nunca é a mesma coisa (cliché). Eu nunca consigo ligar aquelas personagens dos filmes aos livros, quando leio ainda imagino as minhas personagens, não o Daniel Radcliffe e os amigos. E também fiquei triste com a capacidade de um filme conter a nossa imaginação, porque há coisas como o comboio, o carro voador ou um jogo de Quidditch, que fica mais difícil de imaginar depois de ver as imagens. Eu ficava feliz se nunca tivessem existido os filmes, mas não me faz comichão (pessoas que viram os filmes e não leram os livros: shame on you!!). 
      E que a força esteja contigo! (ah não espera, enganei-me no filme). Avada Kedavra!!

14 comentários:

Xana disse...

Penso que foi inevitável quando li os últimos livros não associar os personagens/espaços aos do filme :/
Realmente uma das óptimas características dos livros é conseguirem fazer-nos dar largas à imaginação :)
(pena que quando for ver o filme já não vai haver esse ambiente)

David Pires disse...

Eu adoro ler por isso, por nos deixar ir, mesmo um livro muito descritivo é bom para a imaginação. Os filmes têm outras coisas...

Gonçalo disse...

Eu gostei do filme e confesso-te que não li os livros todos..parei no 5º lol

ana disse...

Gostei dos livros e gostei dos filmes. Mas atrevo-me a dizer que quem só viu os filmes nunca esteve verdadeiramente a par daquilo que é o mundo Harry Potter. Os filmes foram um complemento, um franchising para quem foi demasiado preguiçoso para ler. Os livros foram o berço de tudo :) Fui ver hoje o filme e gostei que tivessem batido palmas, dá outro sentido :) Escrevi sobre isso no meu blogue.

David Pires disse...

Gonçalo!! ai... Eu também gostei do filme.

ana, já li já li. Claro que os livros é outra coisa, sabes muito mais e estás bem mais dentro das personagens e ficas mesmo tristes por algumas delas se irem

Rata disse...

Guiltyyyy

David Pires disse...

Malandra!

Rata disse...

Perdi a década Harry Potter. Mas não faz mal, tenho outras coisas.

David Pires disse...

Tá certo...

Rata disse...

Então, não vou chorar por isso. Já é passado, não posso voltar atrás. Nunca vou conseguir deixar de imaginar os actores dos filmes enquanto estiver a ler. Há uns muitos anos atrás, quando podia ter seguido o fenómeno, não o fiz, mas lá tive as minhas razões. Razões essas que podem não ser relevantes no presente, mas na altura eram. Agora tinha gostado de ver o último filme e poder aplaudi-lo. Mas a realidade é outra. Paciência.

David Pires disse...

Calma rapariga :) está tudo bem, eu não critiquei. Eu também nunca fiz coisas que toda a gente faz. Não precisas de ficar assim. Cada um com a sua. :)

Rata disse...

Mas eu estou bastante calma ._.

humming disse...

Mais depressa roo as unhas dos pés do Yeti do que pego num livro/filme do Harry Potter. Toma!

David Pires disse...

És assim para mim?! Tá bem! Olha que roer unhas não fica bem a ninguém, apesar de as dos pés ficar menos mal.