segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Jazz

     Ando numa de ouvir Jazz. Pouco gostei de Jazz ao longo da minha evolução como ser humano. Sinceramente só a partir dos 14 é que comecei a gostar realmente de música. E só vários anos mais tarde é que comecei a gostar de musica instrumental. E alguns anos depois (este ano) é que me deixei experimentar gostar de Jazz. 
     Sempre achei o Jazz triste e melancólico. Ainda acho, mas já consigo achar outras coisas no meio dele. Claro que continuo a não perceber nada de Jazz, sei os grandes nomes da história do Jazz e pouco mais. Lancei-me numa aventura na procura de Jazz que me fizesse gosto aos ouvidos. Não foi difícil encontrar. Não tenho ouvido mais nada. Piano, saxofone, contra-baixo, trompete...
     Estou de certa forma viciado na Resolution de John Coltrane, Take Five do Dave Brubeck e na Track C - Group Dancers de Charles Mingus. O resto ainda não consigo distinguir umas das outras. Talvez com o tempo.    

6 comentários:

humming disse...

Que engraçado. Estou neste momento a ouvir isto.
http://www.youtube.com/watch?v=BHgFiZw8xIc

Uma pessoa só gosta mesmo de Jazz depois de um bom concerto, num bom sítio de Jazz, ou seja, com o ambiente, os sons, o improviso, a espontaneidade, a alegria, a faísca, o choque de endorfinas,as expressões dos músicos, os diálogos improvisados entre instrumentos, a sensação toda do Jazz.
Agora gostas de Jazz, mas depois de experimentares Jazz e tudo o que ele te dá, vais passar a gostar de Jazz. Ah, estás a dizer o mesmo, enganaste-te. Não, não me enganei. São dois "gostar". Um diz-se com a boca, o outro diz-se com os olhos, o corpo, as mãos, a boca, e por aí fora. (Há que dizer, estás no bom caminho, não foste dar a Michael Bublé! Muito bem! Um dia vou-te ver falar aqui de Jazz com o corpo todo!)

David Pires disse...

Já estou a ouvir esse som :D

Pois, falar de Jazz é quase falar de musica ao vivo. Eu conheço esses dois gostares, percebo :)
Conheço pessoas que gostam de Michael Bublé, mas não sei se vão ler isto. Eu nunca ouvi, acho (pelo menos que soubesse o que era).
Estou a começar, posso até nem passar daqui, mas até agora está a ser bom.

Acabou o som. É do género que gosto :)

Morce disse...

O que gosto mais no Jazz? (não perguntaste mas digo na mesma)
O "Cadungadungadungadungadun" do baixo! Se não sabes do que falo, ainda não ouviste bom Jazz! =D

Isso de limite de amigos é muito cool! O que acontece se tiveres mais de 150? Explodes? =D

David Pires disse...

Claro que sei o que é o cadungacagunga... :) Adoro baixo! Adoro cordas vá.

O que pode explodir é os pedidos de amizade pendentes. Tipo fila de espera nas finanças!

humming disse...

Não esquecer, há o baixo e o contra-baixo. Um parece um bacalhau, o outro é um instrumento a sério. :P Eu tenho o filho dele, o violoncelo.

Michael Bublé não é Jazz, é Beicinho.

E caso te estejas a perguntar... Acordei há bocado, deitei-me às dez e meia. Linda menina.

PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
:D :D :D :D :D :D :D :D :D :D

David Pires disse...

Parece um bacalhau.. :D
Ah sim, Linda menina! Eu era para ter feito o mesmo, mas ainda não consegui.

oh, obrigado!! :)