domingo, 9 de janeiro de 2011

(Não) Oportunidades

Há pessoas que eu gostava de conhecer melhor. Não sou de tentar andar a conhecer pessoas, mas há pessoas que sinto que se calhar deviam ter merecido mais um bocadinho da minha atenção. Mas por outro lado sinto que se tivesse que acontecer, acontecia, como já aconteceu tantas vezes.
Estas pessoas, são aquelas que sinto que são interessantes, que das poucas vezes que falei com elas, ou estive com elas senti-me bem e não tive vontade de me ir (simplesmente) embora. Pessoas que parece que estimulam algo em mim, mas que sei que provavelmente vamos estar pouco em contacto, ou mesmo nunca mais. É uma pena. Há tantas outras pessoas que vejo numa base diária que não me interessam para nada.
Agora há a outra face da situação, será que a outra pessoa teria a mesma vontade? Qualquer que fosse a resposta não custava nada tentar, eu não me importo que as pessoas tentem comigo. Mas não se deve esperar, porque muitas vezes o momento passa e perdemos a oportunidade, ou vale sempre a pena tentar?

7 comentários:

Inês Onofre disse...

Apesar de eu ser uma dessas pessoas que não interessam para nada, vou comentar.. hmm, espera, não me vês diariamente, isso está errado!

Acho que vale sempre a pena tentar, não importa o 'tempo de espera'. Sem tentar nunca se vai saber se o momento e a oportunidade passaram de facto, nem se as expectativas que depositamos sobre determinadas pessoas serão correspondidas.

O pior é ficar a pensar no que poderia ter sido, nas amizades que ficaram por fazer e as pessoas que ficaram por conhecer (Independentemente de se vir a revelar bom ao mau). :)


P.s.- Sim. Para estar a comentar blogs a esta hora estou mesmo com algum problema, eu sei.

Inês Onofre disse...

Ah, e não o sigo porque, por respeito, não quero estragar o SEU número da perfeição.

Sim. Apenas seu, porque digo-lhe já de passagem que o oito não é, certamente, o número da perfeição.

David Pires disse...

Inês Onofre a comentar o meu blog! Gosto :)
Acho que tens razão (apesar de estares sempre a gozar comigo), mas também tenho sempre um bocado de receio de me dedicar a pessoas novas...

Acordaste a essa hora, ou tiveste acordada até essa hora?!
Para mim o 8 é especial, mas podes seguir, eu mudo aquilo :D

Inês Onofre disse...

(Oh, eu não estou sempre a gozar contigo, é mais ao contrário..)

É normal ter receio, principalmente quando já se levou muita 'patada', mas vale sempre a pena. Acabamos por, mais dia menos dia, descobrir pessoas surpreendentes :)

Não é que deixe de seguir o blog por não estar ali na 'lista', mas já que é assim quero ver para o que mudas! E, respondendo à tua questão, fiquei acordada até essa hora :x

David Pires disse...

Não levei patadas por acaso, é receio que depois não tenha tempo para toda a gente. Odeio falhar nesse sentido...
(tu és louca)

humming disse...

As pessoas são só isso mesmo: pessoas. E também são isso tudo: pessoas. Como tu! :)

David Pires disse...

humming: acho que tens razão, só e tudo. pessoas...